No final sempre sou a louca
April 25, 2017 - Tags: Devaneios, Textos

tumblr_nqgxbhvnnu1shyfe9o1_500

No final do dia eu sempre sou a louca. Chamo demais, mando muitos memes, rio demais, grito demais, beijo demais, chamo para sair muitas vezes na mesma semana, marco uma saída muitas semanas à frente, falo demais, pergunto demais, cobro demais, crio expectativas demais.

No final, mesmo que mal tenha tido um começo, sobra uma pessoa amedrontada e outra esgotada. Eu sempre sou a segunda.

Intensidade com ansiedade dá nisso; muito de tudo. E não só muito, mas para agora, para ontem.  O azar é que ninguém que tropeça pelo meu caminho partilha de nada disso. Um pouco só dessa intensidade ou dessa ansiedade já seria o suficiente para a balança não ficar tão pesada no meu lado. Mas nunca é.

Acabo estragando tudo porque se não tem meu ritmo, então que não tenha ritmo nenhum. Prefiro dançar sozinha do que dançar com alguém uma música que não escolhi. Escolho me levantar e ir embora da festa do que ter que esperar ele me tirar pra dançar. Se não quer dançar agora, querido, então deduzo que não vai querer dançar nunca.

Dou meu adeus e sigo, mesmo tendo ciência de que, para o querido, os meus 40 minutos possam ser 3. Não importa, não funcionaria. As engrenagens girariam em sentidos influentes uma para a outra, então ele correria ou me mataria. Mataria porque é isso que querem fazer aos loucos e, no final da conversa, do lance, do pequeno romance, eu sempre acabo sendo a louca.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário