A passagem (pela vida de alguém)
October 30, 2017 - Tags: Devaneios, Textos

gq

 

Duro é descobrir que você não sabe o que dói mais, o ego ferido, a decepção ou a tristeza pelo relacionamento ter chegado ao fim. Sei que daqui um tempo vou ler isso e querer apagar, sei que vou me achar idiota, mas de que adianta querer escrever sobre alguma coisa da sua vida se depois vai apagar? É a mesma coisa de pessoas que têm vergonha de olhar fotos suas antigas, com vergonha do que foram um dia. Calma lá, amigo, você é o que você é hoje por causa do seu eu antigo. Então agradeça a ele.

Eu prefiro pensar que, de alguma forma, minha passagem pela vida de uma pessoa a modifique e que ela olhe para trás e pense que naquele dia ela é o que é, em certo aspecto, porque eu a fiz assim. Ou pelo menos a ajudei a ficar assim. Claro que um desejo infantil vem acompanhado disso: espero que a pessoa olhe para trás e veja como foi idiota e se hoje é essa pessoa melhor é por minha culpa!  E quem quer que a conheça daqui pra frente deve vir até a minha casa e agradecer porque ela é assim por mim.

Momento desespero em off, quero dizer que mesmo querendo que essa pessoa, que hoje eu não mais me relaciono, olhe para trás arrependida de não ter sido uma pessoa melhor, eu gostaria  que outro  desejo se sobressaísse a esse: o de que eu a fiz amadurecer.

O duro é saber que para essa pessoa amadurecer, ela teve que te ferir. O duro mesmo, no final, é descobrir que você só pôde fazer essa pessoa amadurecer indo embora. E o mais duro de tudo é temer que, mesmo você indo embora, talvez ela jamais chegue a ser alguém melhor.

***

Texto de 2015.

Foto de Kylie Woon.

Deixe um comentário

Deixe seu comentário