Álbuns bons de cabo a rabo – Pt. I
October 20, 2015 - Tags: Uncategorized

Ter um álbum bom não é tão simples como parece. Por mais que existem milhares de CDs com 3 singles supeeeer legais, um CD onde todas as faixas sejam ótimas e você não tem vontade de pular nenhuma é muito raro. Por isso resolvi criar essa lista dos melhores CDs, pra mim, que dá para escutar de cabo a rabo e não só colocar na faixa hit e depois tirar.

Katy Perry – One of the Boys (2008)

37006 KatyPerry_OneoftheBoys_Aus_Bklt_PP.indd

O primeiro CD da Katy (como Perry) é , sem dúvida, o melhor . Quase todas as músicas dele são hits, os arranjos tem pouquíssima batida eletrônica, com guitarra, baixo e bateria. Katy e a produção conseguiram fazer pop com uma pitadinha só de rock. As melhores: One of the Boys, Hot n Cold, Fingerprint, Wake up in Vegas, Self Inflicted e I Kissed a Girl.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=pIjLway4WYM?list=PL440EEB247AA21D8B&w=560&h=315]

HAIM – Days are Gone (2013)

haim

Detestei HAIM as primeiras vezes que ouvi, mas depois de ler tantas críticas dizendo que elas trouxeram o clima 80’s de volta, fiquei curiosa e resolvi ouvir o álbum inteiro. Adorei.  As três irmãs fazem um pop com influência 70’s e 80’s  que é muito delicinha. Mesmo sendo ruins ao vivo, o CD foi muito bem produzido.  Com a emocionante Falling, o disco vai para Forever e depois se anima todo com The wire. A partir daí não dá mais pra parar de ouvir. Destaque pra minha preferida Let me Go.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=PQfpVVzexR4?list=PLe30UiAEzig7tM6AzLDqUj1M-SzC1vmqq&w=560&h=315]

The Horrors – Luminous (2014)

thehorros

O que falar dessa banda que conheço só há 1 ano e já considero pacas?

The Horrors começou a carreira fazendo um punk gritado e, como se quisessem tocar a evolução dele, foram aos pouquinhos para o pós punk. Nesse CD as influências de bandas como The Cure, Echo and the Bunnyman e Joy Division são claras. O disco Luminous trouxe hits como “So Now you Know“, mas nem precisa ir muito longe dela pra já sacar que os caras sabem compor uma melodia de qualidade. Com um “rock dark moderno” a banda conquista logo na primeira faixa e vai que vai. Destaque para: TODAS!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=xElIs-htY8w?list=PLZqsyBiYZFQ30op-TRqRk4APTl841EFsx&w=560&h=315]

Within Temptation – Mother Earth (2000)

cd_within_temptation_-_mother_earth

Quando mais nova (tipo 12 anos) eu coloca esse CD e não pulava nenhuma música ( até mesmo porque tinha que ir até o rádio e apertar um botão enquanto eu estava no quarto no andar de cima). Essa banda de Metal Sinfônico compôs um CD conceitual no qual o tema é a Mãe Terra, nele as letras são um desabafo da Terra para os humanos e, meu Deus, é foda! Apesar de hoje não fazer mais o meu estilo de música preferido, ouvir corais e orquestras com guitarras pesadas com os vocais suaves da vocalista Sharon cantando raivosa ainda é emocionante!

As letras formam uma história cronológica e o CD cresce de uma forma perfeita. <3

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ae5vOMxR_ao&w=420&h=315]

Marcelo Jeneci – De Graça (2013)

marcelo jeneci de graca

O responsável a me fazer entender que é possível amar música em português, Marcelo Jeneci, chutou a porta da música brasileira com seu 2º álbum “De Graça“. Misturando piano, guitarra, sintetizador e bateria com um MPB pop rock, o CD é uma sequência de músicas características que vai fazer você cantar no chuveiro pra sempre. Abrindo com a Alento (música ótima pra quem está numa foça e precisa de força), o CD só faz crescer com o forrozinho “De Graça“, a melancólica e linda “Tudo bem tanto faz”  e depois anima com a dançante “Nada a ver” .

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=uVq-BvbBoCg?list=PLbwk2hvG5CEMCTByEVnp8dhrJLXi1bULD&w=560&h=315]

Faith no More – The Real Thing (1989)

fithnomoe

O maior exemplo de que álbum de estreia acaba, às vezes, sendo o melhor da banda é o The Real Thing do Faith no More. Problema é que não é exatamente o 1º da banda, mas sim o álbum de estreia do vocalista Mike Patton. Mas considero o 1º porque foi a partir dele que a banda explodiu de vez e criou a sua identidade (ou falta dela, já que todos os CDs seguintes foram completamente diferentes um do outro?). Anyway, esse CD é perfeito. Começa com a fodástica “From Out Of Nowhere“, indo para o hit clássico “Epic”, até encerrar com a baladinha “romântica”  – só que não porque é sobre um pedófilo – “Edge Of The World”.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=oOOmfR9576A&w=420&h=315]

[Continua…]

Deixe um comentário

Deixe seu comentário