The Echo Friendly – o resultado de um xaveco bem sucedido
January 22, 2017 - Tags: Arte, Música

The_Echo_Friendly_Portrait_2_Matt_Borkowski_Captioned_1024

 

Em 2009 Jake  estava produzindo um filme com seu amigo e precisava de uma atriz forte para interpretar uma personagem feminista. Foi quando lhe recomendaram Shannon, uma moça que ele já conhecia da época da escola. A escolha foi certeira e ela foi contratada para o filme. Rapaz sagaz, Jake se interessou por Shannon e um dia, de brincadeira, sugeriu que eles tocassem juntos, inclusive já tinha até uma música pronta para ela cantar. O que era mentira, já que Jake tinha metade de uma música, mas aquela desculpa seria o suficiente para fazê-la ir até sua casa.

Em 2010  o novo casal começou a compor e tocar  junto. Assim nasceu a The Echo Friendly, dupla americana que teve seu 1º single na trilha sonora do seriado da HBO, Girls. A  recepção foi positiva e eles lançaram o 1º álbum, Love Panic, em 2014. De lá para cá, ficaram amigos, começaram a namorar, terminaram e voltaram a namorar de novo.

The Echo Friendly mixa garage rock, 90’s rock e pitadas de pós-punk. Sites a fora intitulam a dupla de indie pop/rock, porém o problema de falar isso é que “indie” passou a ser uma característica de música que você não consegue classificar.  Não que a música deva ser classificada, rótulos nem sempre são necessários e The Echo Friendly não precisa, acredito. A dupla faz um som sincero e simples, como se te convidassem para o apê deles e falassem “Olha o som que a gente fez, senta aí no carpete, pega uma breja e ouça”.

_MG_0537_0

Para Jake compor a música que entrou em Girls ele só teve que chegar em casa bravo  por causa da namorada e companheira de banda, Shannon, e pensar em escrever a coisa mais idiota que  poderia escrever. Algo que ninguém iria ouvir e que ele sabia ser “muito imbecil”. Assim saiu Same Mistakes.

Eu nunca cresci

Parece que nunca vou

Meus amigos são todos adultos

Ainda sou uma adolescente

Eu não mudei nem um pouco

Eu ainda não superei

Eu cometo os mesmos erros”

As letras são narrativas singelas e verdadeiras sobre a vida, na maior parte das vezes insights da fase adulta e relacionamentos. São frustrações que quando se ouve, e percebe que não é apenas você que tem, tranquilizam o coração e te fazem curtir a música ainda mais. É o que chamo carinhosamente de “efeito Smiths”, essa identificação emocional com a letra, que não fala apenas de coração partido, mas também das complicações, algumas, ingênuas, e outras nem tanto, da nossa existência.

Na onda de duplas de rock, indico The Echo Friendly para quem está a fim de ouvir algo parecido com The XX, porém com melodia – desculpe, não podia deixar a piada escapar.

Mas Same Mistakes não é a melhor do álbum,  minhas preferidas de Love Panic são essas aí. Bote os fones e divirta-se.

Worried

 

Supplies for Arson

Deixe um comentário